Atentado em Estrasburgo em 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Atentado em Estrasburgo, na França
Entrada do Christkindelsmärik em 2014
Local Estrasburgo, França
Coordenadas 48° 34′ 54″ N, 7° 45′ 03″ L
Data 11 de dezembro de 2018 (3 meses)
19h50 ((GMT+1))
Tipo de ataque Tiroteio
Mortes 51
Feridos 11 (4 em estado crítico)
Suspeito(s) Chérif Chekatt2

Em 11 de dezembro de 2018, às 19h50, um ataque terrorista ocorreu em Estrasburgo, na França, quando um homem abriu fogo contra o Christkindelsmärik enquanto gritava "Allah Akbar".345 A 16 de dezembro, cinco pessoas tinham morrido, e 11 ficado feridas, quatro gravemente.nota 1167 Às 12h00, seis dos feridos estavam em estado crítico, lutando por suas vidas.8 O atirador deixou a área de táxi 9. O suspeito, nascido em Estrasburgo em uma família argelina,10 foi identificado como Chérif Chekatt, de 29 anos de idade.11 Na noite do dia 13 de dezembro, Chérif foi reconhecido por policiais e morto em uma troca de tiros.12

Contextoeditar | editar código-fonte

O Christkindelsmärik é a feira de inverno em Estrasburgo, realizada anualmente na praça em frente à Catedral de Estrasburgo desde 1570.1314 Em 2000, um atentado a bomba foi frustrado pela polícia francesa e alemã: o Grupo Salafista de Pregação e Combate planejava detonar panelas de pressão, transformadas em bombas caseiras, no meio da multidão no Christkindelsmärik. Desde então, o mercado tem estado sob segurança reforçada15 e sujeito a várias tentativas de ataque suspeitas ou reais.16 Em 2016, quando várias pessoas foram presas em Marselha e Estrasburgo por preparar um ataque terrorista, o cancelamento do mercado de Natal foi considerado, embora por fim não tenha ocorrido.17

Vítimaseditar | editar código-fonte

Três pessoas foram mortas no local, enquanto 11 outras ficaram feridas, 4 em estado crítico. Um dos mortos foi identificado como um turista de 45 anos da Tailândia que estava de férias com sua esposa, que também foi baleada, mas sobreviveu.18 Os outros mortos foram um homem de 60 anos de Estrasburgo que foi baleado em frente a um restaurante e um homem do Afeganistão que morreu dois dias depois.1920

Reaçõeseditar | editar código-fonte

Homenagem às vítimas, rue des Orfèvres.

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o Primeiro Ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel,21 reagiram no mesmo dia ao Twitter, expressando condolências; Juncker chamou Estrasburgo de "uma cidade de símbolo da paz e democracia européias" e Bettel, um "símbolo dos valores europeus". Theresa May disse que "seus pensamentos estão com todos os afetados e com os franceses".14 Poucas horas após o terrorista ter sido abatido, o Daesh afirmou que este era um seu militante.22

Ver tambémeditar | editar código-fonte

Notaseditar | editar código-fonte

  1. A contagem foi confusa, as primeiras fontes declarando que dois homens haviam morrido, depois relatos da mídia mencionando quatro; o comunicado de imprensa pela Préfecture às 07:00 disse que três estavam mortos. Um comunicado de imprensa das 10:00 da mesma Préfecture voltou a dar a figura de dois mortos mas foi recolhido por volta das 11:00. Em uma declaração pública, a Procurador da République de Paris, de Rémy Heitz, esclareceu que duas das mortes aconteceram no local, e a terceira foi morte cerebral.

Referências

  1. a b «Número de mortos no ataque em Estrasburgo sobe para cinco. Vítima estava em morte cerebral». Observador. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  2. «At least two dead, 11 wounded in Strasbourg shooting». RTE. 11 de dezembro de 2018. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  3. «Strasbourg shooting: gunman was listed as potential terror threat». The Guardian. 12 de dezembro de 2018. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  4. «Strasbourg attack: witnesses heard the assailant yell "Allah Akbar"». Europe 1. 12 de dezembro de 2018. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  5. «Des témoins ont entendu le suspect crier "Allah Akbar"». 12 de dezembro de 2018. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  6. «Communiqué de presse». Point de situation n°4 à 03h30, Préfecture du Bas-Rhin. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  7. «Fusillade à Strasbourg, en direct: trois morts, la France en «urgence attentat»». Le Monde. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  8. «Fusillade à Strasbourg, en direct: «Le terrorisme a une nouvelle fois frappé notre territoire»». Le Monde. 12 de dezembro de 2018. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  9. «"Tu sais ce que j'ai fait ? J'ai tué des gens !" : ce que Cherif Chekatt a dit à un chauffeur de taxi après l'attentat à Strasbourg». France Info. 13 de Dezembro de 2018 
  10. Jean Chichizola (13 de dezembro de 2018). «Chérif Chekatt, um delinquente que caiu no islamismo radical». Le Figaro (em francês). Consultado em 13 de dezembro de 2018. né le 4 février 1989 à Strasbourg dans une famille d'origine algérienne 
  11. Samuel, Henry (e outros) (12 de Dezembro de 2018). «Strasbourg shooting: Terror suspect 'may have crossed into Germany' after Christmas market shooting». The Telegraph 
  12. «Polícia francesa mata autor de ataque em Estrasburgo». Globo.com. G1. 13 de dezembro de 2018. Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  13. «Un attentat déjoué après l'arrestation de 7 personnes à Strasbourg et Marseille». L'Humanité (em francês). 21 de novembro de 2016. Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  14. a b «Strasbourg Christmas market shooting: suspect on the run after three killed». The Guardian. 11 de dezembro de 2018. Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  15. «Fusillade sur le Marché de Noël de Strasbourg: deux morts et treize blessés, le tireur "identifié" en fuite». L'Express (em francês). 11 de dezembro de 2018. Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  16. «Strasbourg: la place Kléber évacuée après une alerte à la bombe, l'auteur interpellé». France Bleue (em francês). 2017 
  17. «Un attentat envisagé « de longue date » déjoué en France». Le Monde (em francês). 21 de novembro de 2016. Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  18. «Strasbourg shooting: Tourists and locals among the victims» (em francês). Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  19. «Attaque de Strasbourg: qui sont les victimes?» (em francês). BFMTV 
  20. «Kamal, papa de trois enfants, est la troisième victime de l'attentat sur le marché de Noël». SudInfo (em francês) 
  21. «Juncker et Bettel réagissent sur Twitter». L'essentiel (em francês). Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  22. «Strasbourg terror suspect shot dead by police». DW. 13 de Dezembro de 2018